Eleições

Segurança e gestão da cidade na pandemia foram temas mais comentados no debate em Porto Alegre

Da Redação 20/11/2020 • 00:49 - Atualizado em 20/11/2020 • 01:10
Manuela D'Ávila (PCdoB) e Sebastião Melo (MDB)
Manuela D'Ávila (PCdoB) e Sebastião Melo (MDB)
Band

O primeiro encontro entre os candidatos que disputam o segundo turno em Porto Alegre, Manuela D'Ávila (PCdoB) e Sebastião Melo (MDB), foi marcado pela cordialidade durante o debate realizado pela Band Rio Grande do Sul

No primeiro bloco, candidatos fizeram perguntas um para o outro. Sebastião Melo quis saber da adversária como seria seu programa emergencial para reerguer a cidade se for eleita. A candidata respondeu que defende a suspensão do IPTU imediata e já solicitou para o prefeito atual, Nelson Marchezan.

Questionado sobre a privatização da Carris, Sebastião respondeu: “para a senhora [Manuela D'Ávila] o mais importante é a Carris ser pública, para mim o mais importante é ter transporte de qualidade”.

A questão da covid-19 também foi levantada. “Eu terei uma gestão estável na saúde [...] Nós trabalharemos com a busca ativa de casos com a testagem, para dar segurança para a comunidade”, afirmou Manuela ao responder a pergunta de Sebastião Melo sobre as parcerias para o combate à Covid-19. 

Os assuntos que mais dominaram o debate foram a questão da segurança pública e da gestão da cidade em meio e após a pandemia. No segundo bloco, Sebastião Melo fez a primeira pergunta com o tema livre: “Quais são as tuas principais propostas para a segurança pública da nossa cidade?” 

“Nós, mulheres, sabemos como é sair nas ruas. Por isso, integraremos um conjunto de políticas para garantir segurança na cidade”, respondeu Manuela D'Ávila.

“As mulheres no nosso governo terão vez, terão voz, como sempre tiveram onde exerci” afirmou o candidato Sebastião Melo “Os nossos espaços que temos são para debater com a população para melhorar o transporte e a saúde pública”, acrescentou.


Cultura, produção de alimentos na zona rural da cidade e mobilidade também foram temas que fizeram os candidatos apresentarem soluções. 

O jornalista Lucia Mattos perguntou para Manuela d’Ávila sobre cultura: “se a senhora for eleita, quais serão as ações imediatas?” 

“Em primeiro lugar eu e a deputada Fernanda já defendemos que o orçamento da cultura atinja 2%. Porto Alegre é uma cidade de serviços e precisa desse tipo de ação”, disse. 

Sobre saúde, Diego Casagrande quis saber do candidato Sebastião Melo: “O que o senhor vai fazer para garantir um atendimento de qualidade no SUS?”

“Primeiro, preparar a cidade para a vacina. Quem vai ser vacinado primeiro, os idosos e depois outras classes sociais. [...] Eu acho que o SUS de POA tem qualidade a se comparar do País”, afirmou. 

Assista ao debate na íntegra:

  • debate porto alegre
  • eleições porto alegre
  • sebastião melo
  • manuela