Fórmula 1

Haas lança campanha de apoio a crianças hospitalizadas nos EUA

Günther Steiner e Pietro Fittipaldi visitaram hospital em primeiro ato da iniciativa

Da redação 23/06/2022 • 07:59
Günther Steiner e Pietro Fittipaldi visitaram hospital em primeiro ato da iniciativa
Günther Steiner e Pietro Fittipaldi visitaram hospital em primeiro ato da iniciativa
Haas F1 Team

A Haas anunciou nesta quinta-feira (23) uma parceira de caridade com a Starlight, uma fundação de amparo a crianças hospitalizadas com graves doenças nos Estados Unidos. De acordo com a equipe, as partes trabalharão juntas para apoiar a agenda beneficente já desenvolvida atualmente.

A promessa é de que, durante corridas e eventos nos Estados Unidos, pilotos e funcionários de destaque do time norte-americanos visitarão hospitais infantis na região das programações.

A Haas também terá um programa exclusivo para que crianças e familiares acompanhem corridas in loco, “para uma experiência inesquecível fora do hospital”. Além disso, ao longo do ano, as crianças terão acesso a sessões de conversas com funcionários do time, com foco especial no ensino de disciplinas como ciências e matemática.

Para dar início à parceira, o chefe de equipe da Haas, Günther Steiner, e o piloto reserva do time na Fórmula 1, Pietro Fittipaldi, visitaram o Atrium Health’s Levine Children’s Hospital, em Charlotte, no estado norte-americano da Carolina do Norte. Vale destacar que a sede da equipe fica em Kannapolis, nos arredores de Charlotte. 

“Foi uma verdadeira honra conhecer as crianças e suas famílias no Levine Children’s Hospital”, disse Pietro. “Posso apenas imaginar quão traumático é para uma criança ter que ir para um hospital, longe do conforto de casa. Depois de tão pouco tempo brincando com as crianças, está claro que qualquer distração é bem-vinda para afastar as mentes delas dos tratamentos”, completou o brasileiro.

Fundada em 1982, a Starlight trabalha para levar apoio a crianças doentes e familiares, ajudando atualmente cerca de 800 crianças em hospitais nos Estados Unidos. Segundo dados divulgados pela Haas, mais de 21 milhões de crianças já receberam suporte e ajuda em tratamentos durante quatro décadas de atividades da fundação.