Notícias

Professor de medicina pergunta se aluna vai levar lubrificante para estupro

Fato ocorreu no último dia 17 e o caso está sendo investigado; professor foi demitido

Da Redação e do Metro Jornal 27/11/2021 • 18:21 - Atualizado em 27/11/2021 • 18:22
Professor é investigado por importunação sexual
Professor é investigado por importunação sexual
Reprodução/Twitter

Um professor do curso de Medicina do Centro Universitário Metropolitano da Amazônia, no Pará, foi demitido depois de ser filmado, durante uma aula, ironizando o estupro. Nas imagens, ele perguntou a uma estudante se ela não levaria um vidro de lubrificante “quando fosse estuprada”, após ela dizer que não passou o produto no equipamento usado para a intubação de pacientes.

O fato ocorreu no último dia 17, mas o vídeo repercutiu nas redes sociais somente na quinta-feira (25). “Quando a senhora for estuprada vai levar tubinho de KY para facilitar a vida ou vai preferir no seco mesmo?”, disse o professor em frente a outros alunos. 

Um boletim de ocorrência foi registrado pela vítima e o caso é investigado como importunação sexual. O Conselho de Medicina instaurou procedimento administrativo. O centro universitário, por sua vez, informou em nota que adotou todas as providências cabíveis e procedimentos administrativos para apurar os fatos. O professor também é investigado por má conduta.

Clique aqui para ler mais textos do Metro Jornal