Notícias

Justiça do DF arquiva processo contra Lula no caso do tríplex do Guarujá

Ex-presidente ficou preso por mais de 500 dias após ser condenado pelo então juiz Sergio Moro

Da redação com BandNews FM 28/01/2022 • 12:41 - Atualizado em 28/01/2022 • 12:57

A Justiça Federal do Distrito Federal arquivou o processo contra o ex-presidente Lula (PT) no caso do tríplex do Guarujá. A juíza Pollyanna Alves, da 12ª Vara Federal Criminal de Brasília, aceitou a manifestação da Procuradoria da República. 

Segundo a defesa de Lula, "o encerramento definitivo do caso reforça que ele serviu apenas para que alguns membros do sistema de Justiça praticassem lawfare contra Lula".

Lula ficou preso por mais de 500 dias após ser condenado pelo então juiz Sergio Moro, hoje, pré-candidato à presidência pelo Podemos. Posteriormente, o ex-magistrado se tornou ministro da Justiça do governo Bolsonaro.

Em junho do ano passado, o ex-ministro foi considerado suspeito pelo Supremo Tribunal Federal (STF), num placar de 7 a 4. Com isso, o caso saiu de Curitiba e foi encaminhado para o Distrito Federal. 

Após o julgamento do STF, o ex-juiz se pronunciou pelo Twitter e negou a suspeição e restrição à defesa de Lula no caso.

O processo acusa Lula de lavagem de dinheiro envolvendo pagamento de reformas, ocultação e dissimulação do apartamento tríplex em condomínio no Guarujá, litoral paulista.