Notícias

Prefeito Bruno Covas morre aos 41 anos em São Paulo

Tucano enfrentava um câncer no sistema digestivo desde 2019

Da Redação 16/05/2021 • 09:59 - Atualizado em 16/05/2021 • 22:29

Morreu na manhã deste domingo (16) o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). Ele tinha 41 anos e enfrentava um câncer no sistema digestivo desde 2019. 

Covas estava licenciado da Prefeitura desde o dia 3 de maio, quando foi internado no hospital Sírio-Libanês. Em abril, ele havia recebido o diagnóstico de uma metástase dos tumores, que haviam se espalhado para o fígado e para os ossos. 

O prefeito passou um dia na UTI e apresentou melhoras, mas não recebeu alta. No dia 6, os médicos passaram a cuidar de um sangramento na cárdia (entrada do estômago), mesmo local onde o primeiro tumor foi detectado. 

No início da noite de 14 de maio, boletim da equipe médica informou que Covas estava sedado e que seu quadro clínico era irreversível

Bruno Covas era divorciado e deixa um filho, Tomás, de 15 anos. O corpo do prefeito foi velado na sede da prefeitura e em seguida seguiu em cortejo pelas ruas de São Paulo. O sepultamento será ainda neste domingo em Santos, sua cidade natal.

A trajetória de Bruno Covas 

Nascido em Santos no dia 7 de abril de 1980, Bruno Covas era neto do ex-governador Mário Covas. Formou-se em Direito pela USP e em Economia pela PUC. 

Filiado ao PSDB desde 1998, foi eleito deputado estadual em 2006 e reeleito em 2010. No entanto, licenciou-se do segundo mandato em 2011 para assumir a Secretaria Estadual do Meio Ambiente no governo de Geraldo Alckmin. 

Posteriormente, em 2014, elegeu-se deputado federal, cargo que exerceu até janeiro de 2017. Na eleição à Prefeitura de São Paulo em 2016, entrou como vice na chapa encabeçada por João Doria, que foi eleito. 

O início do trabalho no Executivo marcou também uma mudança de visual e de hábitos. Bruno Covas pesava mais de 100 kg e dizia que morria de medo de ter um infarto. Isso fez com que aderisse a uma rígida dieta e emagrecesse 16 kg. 

Em 2018, Bruno Covas assumiu como prefeito de São Paulo, diante da renúncia de Doria ao cargo para concorrer ao Governo de São Paulo. Em 2020, foi reeleito prefeito em uma disputa contra Guilherme Boulos (PSOL), quando já passava pelo tratamento contra os tumores – foram oito ciclos de quimioterapia.

Veja a nota de falecimento divulgada pelo Hospital Sírio-Libanês

O Prefeito de São Paulo Bruno Covas faleceu hoje às 08:20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento.

Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 2 de maio, sob os cuidados das equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Prof. Dr. Raul Cutait e Prof. Dr. Roberto Kalil.

Dr. Luiz Francisco Cardoso
Diretor de Governança Clínica

Dr. Ângelo Fernandez
Diretor Clínico

  • bruno covas